COMO TREINAMENTO E CONSCIENTIZAÇÃO AJUDAM A ECONOMIZAR

Atitudes sustentáveis fazem diferença no orçamento e na confiança de uma empresa. Confira como o  treinamento de profissionais de facilities pode ajudar!
treinamento

Publicada originalmente em 03 de maio de 2018

A sustentabilidade já é um conceito bastante difundido entre as empresas. Conforme cresce a preocupação dos consumidores com a postura sustentável das organizações, pequenas e grandes companhias adotam cada vez mais atitudes que demonstrem preocupação com o meio ambiente. Multinacionais como a Coca-Cola e o McDonald’s já firmaram publicamente compromissos sustentáveis. Mas como os facilities podem ajudar nisso? A resposta é simples: treinamento e conscientização.

 
Embora algumas mudanças devam ser estruturais (como a substituição de materiais e a redefinição de processos de produção), diversas atitudes sustentáveis dependem principalmente das pessoas. Pouco adianta substituir produtos de limpeza, por exemplo, sem treinar os profissionais responsáveis por seu uso. Confira a seguir três pontos onde o treinamento faz a diferença para garantir a sustentabilidade – e, consequentemente, a economia de recursos e orçamentos.
 
 
 
Conscientização do uso em espaços coletivos
 
 
Com o treinamento e a conscientização permanentes, o uso de materiais e espaços coletivos pode ser mais sustentável. Desenvolver hábitos simples, como não deixar as torneiras abertas ou apagar as luzes ao sair, fazem a diferença quando todos participam. Profissionais de facilities podem, por exemplo, ter como item final da rotina de limpeza apagar as luzes ou desligar o ar condicionado da sala. Para reforçar ainda mais a conscientização, ferramentas como cartazes e banners sobre economia de produtos e energias podem ajudar. Campanhas de incentivo às boas práticas também são uma boa estratégia para desenvolver a consciência coletiva.
 
 
 
Uso correto dos produtos e equipamentos
 
 
Produtos sustentáveis de limpeza, muitas vezes, exigem conhecimento específico para o uso. Alguns deles podem substituir mais de um produto, mas usando diluições específicas. Outros podem dispensar a necessidade de enxágue, mas com tempo de ação maior ou menor. Tudo isso deve estar muito claro para o operador. O profissional responsável pelo uso deve ter conhecimento sobre o produto e ter realizado treinamentos para usá-lo corretamente.
 
 
 
Conhecimento compartilhado
 
 
A sustentabilidade é resultado de um esforço coletivo. Profissionais bem treinados, que já tenham assimilado os conceitos e criado os hábitos, podem inclusive ajudar na identificação de problemas. Por exemplo: ao recolher o lixo, o operador pode perceber que as latas de coleta seletiva não estão sendo usadas corretamente. Também é possível que esse profissional identifique, na rotina diária, pequenos vazamentos em torneiras ou vasos sanitários. Tudo isso gera informações importantes e estratégicas, que podem ser utilizadas para manutenções ou campanhas de conscientização.  
 
É importante compreender que os ganhos em economia de recursos, energia e água são apenas um dos pontos interessantes de investir em sustentabilidade. Contar com profissionais treinados e conscientes de sua responsabilidade pode ser de grande ajuda. A médio e longo prazo, as vantagens competitivas e de confiança na marca da empresa são perceptíveis. Ao contratar sua equipe de facilities, certifique-se da qualidade dos treinamentos e da responsabilidade ambiental da empresa contratada!
^