SEGURANÇA DE CONDOMÍNIOS: 3 PONTOS CHAVE PARA GARANTIR A OPERAÇÃO

Cuidar da segurança é indispensável para qualquer condomínio empresarial. Confira os três pontos principais para esse tipo de atuação!
seguranca condominios

Publicado originalmente em 20 de fevereiro de 2018

Embora cada condomínio tenha suas próprias necessidades e características, todos eles têm em comum a necessidade de garantir a segurança das pessoas e do ambiente. Por serem locais tão diversos entre si, a operação de segurança deve ser planejada caso a caso, levando em consideração as áreas atendidas, o público, a circulação diária e até mesmo os horários de funcionamento.

 
Para ajudá-lo a compreender melhor quais os 3 pontos principais que garantem a segurança em um condomínio, preparamos a seguir alguns tópicos que servem de guia e que funcionam em diferentes realidades.
 
 
 
Entender o local
 
 
O entendimento completo sobre o condomínio é o primeiro passo para um bom planejamento – que é a base de toda ação bem sucedida. É válido ressaltar que entender o local é mais do que apenas verificar sua área física. É preciso também conhecer o público, os arredores, o período de atividade e o histórico de ocorrência, por exemplo. Todas as informações sobre o empreendimento são importantes e úteis para criar um panorama geral e é esse conhecimento que garante as melhores decisões possíveis para cada caso. Dessa forma, cada atitude será embasada por informações específicas para a situação.
 
 
 
Conhecer as vulnerabilidades
 
 
Entender as características do local também é essencial para compreender quais as vulnerabilidades enfrentadas. Encontrando os pontos que vão exigir vigilância constante, é possível definir que profissionais e equipamentos serão necessários para proteger cada ambiente. Além das áreas mais críticas – como entradas e saídas de veículos e pessoas -, também é importante compreender que os profissionais de portaria estão expostos a ações criminosas que exigem resposta externa. Por isso, nesses casos é fundamental equipar guaritas e outros ambientes vulneráveis com equipamentos que dêem suporte ao trabalho, como botões de pânico e câmeras ligadas a centrais de monitoramento.
 
 
 
Estabelecer as equipes
 
 
A operação de segurança em um condomínio leva em conta diferentes profissionais, para atuar nos diversos ambientes conforme a necessidade. As equipes podem incluir:
 
 
 
  • Vigilantes (armados ou não);
  • Porteiros;
  • Recepcionistas;
  • Operador de Central de Monitoramento;
  • Bombeiro Civil;
  • Entre outros.
 
 
Para atuar nessa área, os profissionais devem ter boa acuidade visual, ótima percepção e rápida capacidade de resposta diante de riscos. Os treinamentos são indispensáveis para garantir o conhecimento e domínio da função e até mesmo a cordialidade, inclusive para cumprir padrões de qualidade exigidos pelo condomínio.
^