COMO ESCOLHER O VEÍCULO CERTO PARA RONDAS DE SEGURANÇA?

A segurança patrimonial é, na sua essência, dinâmica. Em plantas extensas, ainda que os postos estejam distribuídos estrategicamente, é necessário o deslocamento de agentes, seja para uma ronda habitual ou para ações emergenciais.

Publicado originalmente em 21 de novembro de 2017

É importante avaliar, junto com um especialista, qual a melhor solução de mobilidade para cada tipo de ambiente e situação. Isso inclui uma análise geográfica do local, em que seja levado em conta o tipo de solo, o nível de dificuldade de locomoção e a demanda do cliente.

Para empreendimentos de grande porte, o ideal é que se faça uso de uma frota. Por exemplo, um shopping center, um aeroporto ou uma grande indústria pode utilizar carros ou motos para monitorar a segurança em seus estacionamentos. Já para circular em áreas internas, a vigilância pode ser realizada a bordo de um diciclo.
 
A seguir, listamos os tipos de veículos mais utilizados e em quais circunstâncias eles são mais indicados:

 

Carros/Utilitários leves

São mais indicados para áreas externas e de média ou grande extensão. O uso é ideal para grandes plantas industriais, portos e aeroportos e condomínios horizontais. Também são melhores para quando a ronda precisa ser feita por duplas de segurança.

 

Veículos 4×4

Utilizados em ambientes com solos irregulares, como por exemplo em guarda ambiental (parques, fazendas).

 

Caminhonetes

Em postos em que vigilantes são responsáveis pela sinalização das vias. Pickups e caminhonetes com caçambas são ideais para carregar cones, entre outros materiais.

 

Motos

Além de mais econômicas, são especialmente importantes em locais que necessitam de pronta resposta. Também são indicadas onde há muito trânsito ou o espaço físico é reduzido. Ideal para subsolos, estacionamentos, garagens e pátios.

 

Veículos individuais elétricos (diciclos, bicicleta elétrica)

Os diciclos e bicicletas elétricas estão cada vez mais ganhando espaço nas operações de segurança. Por apresentarem dimensões reduzidas, fácil manejo, nenhum ruídos e um grande apelo sustentável, esse equipamento vem conquistando gestores e empresas de segurança. Por ser silencioso e não poluente, é ideal para ambientes fechados e planos, como shoppings, saguões de aeroportos e condomínios.
 
Apesar da autonomia da bateria ser um fator limitador, ele pode ajudar nas rondas que antes eram feitas a pé, reduzindo a fadiga dos operadores e podendo cobrir uma extensão maior de área com mais rapidez. Não há necessidade de nenhum tipo de habilitação para conduzi-lo, apenas um treinamento.
^